email marketing de sucesso

Veja como Fazer um E-mail Marketing de Sucesso

O e-mail marketing vem se tornando cada vez mais uma ferramenta de marketing essencial, desde o seu advento nos anos 90.

Inicialmente, ele surgiu como uma alternativa muito mais barata e com alcance muito maior do que o envio de mala direta, e em 1995 já a tinha ultrapassado em número de envios. Essa trajetória não foi sem desafios: com o aumento do e-mail marketing, seu gêmeo malvado, o spam, também se proliferou rapidamente. E com a explosão das mídias sociais nos anos 2000, muita gente acreditava que esse seria o fim do e-mail marketing. Mas os profissionais de marketing, e também os usuários, acabaram se adaptando. E-mail marketing e mídia social se integraram, e hoje ele se tornou uma ferramenta essencial do relacionamento com o cliente.

O e-mail marketing pode te ajudar de diversas maneiras, incluindo:

Transformar visitantes em Leads: o e-mail ajuda a alcançar visitantes indecisos, e a informá-los sobre o seu negócio.

Dar boas-vindas aos seus usuários: um contato inicial através de um e-mail é uma ótima chance de apresentar seu negócio e sua marca.

Vender o seu produto: você pode apresentar suas ofertas, produtos e serviços através do e-mail.

Então como fazer um e-mail marketing de qualidade? Como evitar que o e-mail se perca na caixa de spam, chegue aos seus usuários, e ajude a estabelecer uma comunicação verdadeira? 

Existem duas etapas cruciais para criar esse e-mail de sucesso: planejamento e conteúdo.

1. Planejamento

a. Do que se trata a sua conversa?

Como em qualquer outra campanha, a primeira coisa a fazer é compreender com quem você está falando. Quem é o seu público-alvo? Qual o seu objetivo na conversa com esse público; educar, informar, vender, gerar indicações? E de que modo você quer conversar com eles? Qual a voz, o estilo de comunicação do seu negócio? E qual a sua definição de uma conversa de sucesso; aquela que gera dez, vinte vendas? Aquela que gera mais downloads do seu aplicativo?

b. Qual a cara da sua conversa?

O conteúdo do seu e-mail é essencial, mas a forma de apresentação desse conteúdo também é. Quando você tem uma comunicação visual consistente, seus usuários podem bate o olho  no e-mail e saber imediatamente que estão falando com o seu negócio. Existem muitas formas de criar um layout vencedor, dentre elas: 

  • Uma proporção 40% imagem e 60% texto
  • Colocar o objetivo do seu e-mail logo nos primeiros 300px, pra ele ficar aparente sem necessidade de rolamento
  • Incluir a opção de descadastro; isso diminui as taxas de reclamação e ajuda a manter o e-mail fora da caixa de spam

c. Planejamento de Frequência

Planejar a frequência de uma campanha de e-mail marketing é uma questão de equilíbrio; e-mails de menos, e seus usuários desistem da conversa. E-mails demais, e seus usuários ficam saturados da conversa. É essencial que os e-mails sejam enviados com regularidade, em horários pré-definidos. Uma boa dica é começar com um disparo por semana e ir testando qual frequência funciona melhor pra sua conversa.

d. Segmentação

Dividir o seu público em nichos vai te ajudar a enviar os e-mails certos para as pessoas certas. Você pode dividir seu público, por exemplo, entre aqueles que já são clientes e os que ainda não são, pelos cargos que eles ocupam (gerenciais ou técnicos), aqueles que já demonstraram interesse em um assunto, ou em assuntos similares, etc.

2. Conteúdo

a. Remetente

Muitas pessoas podem decidir se abrem ou não um e-mail baseadas no remetente. Um remetente impessoal e genérico passa a impressão de que o e-mail também é impessoal e genérico. Além disso, é importante que ele seja curto o bastante pra ser facilmente legível, especialmente pelo celular. E importante: “no-reply@empresa.com.br” nunca é uma boa ideia. Afinal, como é possível engatar uma conversa com um e-mail que não pode ser respondido? 

b. Assunto

O assunto do e-mail é um aspecto crucial do e-mail marketing, pois pode ser o fator que determina se o e-mail é aberto ou não. O assunto vai ter várias funções, como: gerar interesse, demonstrar relevância, gerar um senso de  urgência, e causar emoções positivas.

Para isso, existem muitas práticas interessantes no assunto do e-mail. Por exemplo:

  • Indicar claramente o objetivo do seu e-mail, como promover uma oferta ou produto em específico
  • Evitar palavras muito comerciais que possam ser filtradas pelo spam
  • Não ficar tentando convencer o usuário a abrir o e-mail: o assunto é pra dizer do que se trata o e-mail, não pra vender o conteúdo
  • Faça perguntas; elas ajudam a captar a atenção do usuário
  • Vá testando! Você pode enviar o mesmo e-mail com títulos diferentes, e verificar as taxas de abertura

c. Corpo do e-mail

Agora você pode caprichar no texto do seu e-mail marketing. O ideal é ser objetivo; você pode ir direto ao ponto claramente, esclarecendo do que se trata seu e-mail. Uma oferta? Uma oportunidade? Um desconto? E, finalmente, você direciona seu usuário para o:

d. Call to action

“Call to action”, ou, literalmente “chamada pra ação” é exatamente o que diz na caixa: você convida seu usuário para realizar alguma ação. Essa ação pode ser a realização de um cadastro, preencher um formulário, ou clicar em uma oferta do produto a ser vendido. O CTA é o momento em que você convida seus usuários “Clique aqui!”

Redigir um e-mail marketing é bem mais complexo do que parece primeira vista. Existem ainda alguns erros muito comuns nos quais você pode tropeçar. Mas, feito do jeito certo, é uma ferramenta poderosa.

Leave a Comment